Análise – Company of Heroes 2: Western Front Armies

company-of-heroes-2-western-front-armies-pn-n_00004

O ano passado contou com o lançamento do segundo título da série Comany of Heroes, e com ele, a Relic Entertainment mostrou que os jogos sobre a Segunda Guerra Mundial continuam a dar cartas no mundo dos videojogos. O jogo foi um enorme sucesso tanto para a critica como para o público e em Março deste ano foi anunciado o lançamento da primeira expansão para o jogo: Western Front Armies.

Western Front Armies é uma expansão standalone e completamente ddireccionadapara a vertente multiplayer do jogo. Esta introduz um novo exército para cada facção e oito novos mapas, além de desbloquear toda a vertente multiplayer mesmo para quem não possua o jogo base.

company-of-heroes-2-western-front-armies-pn-n_00003

O primeiro exército incluído na expansão é o Oberkommando West, um exército que começa apenas com um único quartel e que acaba por ser o esquadrão que precisa de um certo tempo para reunir as condições necessárias para poderem colocar todas as vossas unidades nos sítios certos. É um exércio que depende muito da conquista de terreno ao nosso adversário e que tem na sua base os veículos motorizados para conseguirmos tal objectivo. Consegue ser ainda mais lento que as tropas soviéticas, mas assim que o nosso xadrez militar se encontra completamente posicionado o cheque-mate é quase 100% garantido.

O segundo exército desta expansão, desta feita da facção aliada, são as tropas americanas comandadas por Dwight D. Eisenhower. Ao contrário do seu oponente Oberkommando, as tropas americanas começam já com todos edifícios completos e cabe ao nosso general conseguir um número de soldados e evolui-los de maneira a que eles se tornem num poderoso número de infantaria bem formada. Ao contrário dos exércitos base do jogo, a unidade base do exército US Forces tem acesso a um maior número de armas e tem também as estatísticas base mais altas do que os seus companheiros de outros generais. Enquanto o exército alemão baseia-se muito mais no génio tático, as US Forces tentam fazer uma espécie de rush-down no mapa com grandes números de soldados.

company-of-heroes-2-western-front-armies-pn-n_00001

No que toca aos mapas, apresentam-se muito na linha dos seus antecessores. A questão da altitude afecta as tropas que lá podemos colocar e a maioria dos caminhos são feitos para tipos específicos de unidades. Além destes 8 novos mapas, para quem possuir apenas a expansão standalone, terá também acesso aos 23 mapas do jogo base, assim como aos mapas feitos pelos fãs e jogadores através do Steam Workshop.

Sendo este uma expansão standalone, há que salientar a falta de missões variadas para treinar quando se é um jogador recente. Há um pequeno tutorial, alguns combates contra a Inteligência Artificial, mas nada que nos prepare para todas as vertentes multiplayer. Se não possuem o jogo base ainda vão ter que “levar muito no lombo” antes de poderem se aventurar numa guerra sem precedentes.
company-of-heroes-2-western-front-armies-pn-n_00002

Por um preço reduzido e sendo uma expansão standalone, Company of Heroes 2 : Western Front Armies é merecedor de uma compra para os fãs de jogos de estratégia. Para novos jogadores vai ser algo dificil adaptar-se aos conceitos e jogabilidade da série, especialmente com o pouco suporte de tutorial sem o jogo base.

Positivo:

  • Disponível até para quem não tem jogo base
  • Muito conteúdo diversificado
  • Dois novos exércitos altamente equilibrados com os já existentes
  • Muitos mapas para testar várias estratégias

Negativo:

  • Novos jogadores caem demasiado de Para-quedas sem qualquer suporte

pn-muitobom-ana

Roberto Silva

Orgulhoso detentor de uma biblioteca de jogos com metascore abaixo de 20. Melhor jogador mediano em qualquer jogo. Aspirante a Samurai. Conhecido pelo termo "Many years in the making"- MyAnimeList: http://www.myanimelist.net/animelist/ShadowDust Steam: http://steamcommunity.com/id/ShDust/

More Posts

Follow Me:
TwitterFacebookYouTubeReddit

Share

You may also like...