Análise – Batman Arkham VR

batman-arkham-vr-analise-review-pn_00004

Apesar de nem toda a gente conhecer a maioria dos heróis da DC Comics, não existe sombra de dúvidas que Batman é uma referência no que toca ao género.

Quase toda a gente gostaria de ser o Batman por um dia, com uma fortuna enorme, inteligência e habilidades fora do comum. Isso já é possível (em parte) com Batman Arkham VR para o PS VR.

Apesar de parecer à partida que este é um jogo da série Arkham onde jogam tudo na primeira pessoa, a verdade é que existem várias limitações na experiência que a transformam mais numa história de investigação do que num jogo a sério.

batman-arkham-vr-analise-review-pn_00001

Para começar, não existe movimentação livre pelo cenário. Tudo é feito como um point and click onde avançam na direcção pretendida sem liberdade total de movimento, depois, não existem sequências de combate a sério, nem exploração da cidade. Cada zona é acedida directamente e podem esquecer a experiência de controlar o Batmobile.

Mesmo assim, jogar Batman Arkham VR é uma experiência marcante. A forma como o jogo foi construído é bastante boa e merecedora de destaque. É verdade que os Move nem sempre respondem de forma precisa, mas tirando o facto de terem mãos voadoras que passam por objectos, a imersão é bastante bem feita.

Existem secções de exploração limitada onde investigam pistas e outras onde se movimentam de ponto para ponto para apanhar certos inimigos. Não é certamente o que estamos habituados nos jogos completos e vai deixar muitos a desejar que houvesse uma maior liberdade.

batman-arkham-vr-analise-review-pn_00002

Depois, a história acaba bastante depressa. É verdade que estamos a falar de uma experiência que dura pouco mais que uma hora em termos de história e mais outra a investigar extras e fazer certos desafios, mas o preço do jogo em si, acaba por encaixar na experiência global.

Visualmente, Batman Arkham VR também está bem conseguido e faz-nos sentir na pele do homem morcego. Alguns elementos visuais dos cenários podiam estar mais polidos, mas no geral, seja visualmente ou sonoramente, estamos a falar de algo sólido e que me cansou pouco a vista durante as sessões de jogo.

Batman Arkham VR é uma boa experiência para mostrar uma vez mais o que PS VR vale. Com muita pena minha, é uma experiência curta e cheia de barreiras. Quem sabe, um dia mais tarde não teremos um jogo completo onde é possível fazer tudo isto e muito mais de forma livre. Até lá, é uma boa experiência que sabe a pouco.

batman-arkham-vr-analise-review-pn_00003

Positivo:

  • Imersividade
  • Visitar locais na primeira pessoa
  • Segmentos de investigação

Negativo:

  • Curto
  • PS Move imprecisos
  • Restritivo em movimentos
  • Combate quase ausente
  • Sabe a pouco

pn-bom-2016

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook

Share

You may also like...